Ultimamente tenho me sentido vazio. O pior de sentir-me assim é o fato de ter que estar sempre bem para não parecer um chato! Fico muito triste por ver que normalmente as pessoas não estão muito preocupadas se estamos bem ou não. É bem triste saber que todos acham que seus momentos de deserto e solidão são apenas frescura.

Ultimamente tenho ficado frustrado com o que devo ou não fazer e com o que devo ou não ser. Minha vida tem ficado parada, meus dias estão sem graça. E meu futuro, além de incerto, não está sendo tão esperado. Já não sei se existe outro motivo que me faz viver além do fato de meu corpo estar vivo!

Não sei, mas acho que a alegria me abandonou ou também anda me achando um chato. Infelizmente, não mais tenho sido alguém que se queira por perto. Não sou mas extrovertido, não sou mas tão simpático, não sou mas tão engraçado e nem mesmo estou bonito. Se eu fosse a alegria, eu também não ficaria tão entusiasmado em ficar ao meu lado.

O pior de todas as coisas que tem me acontecido é que tenho uma família, amigos, estudo em uma boa universidade, e não passo necessidades, entretanto, algo ainda me faz muita falta. Não sei realmente o que quero da vida, não sei mais se realmente é necessário que eu faça certas coisas, nem se alguma coisa é necessária de ser feita. Para mim não basta que a coisa seja útil, ela deve ser essencial.

Estou em uma maré baixa e não consigo falar com ninguém. Me sinto a vontade em falar apenas aos pouquíssimos leitores de meu blog, pois sei que entre eles não se encontra alguém que me conheça ou que também pode me chamar de ridículo. Aceitar insultos de quem não conhecemos é bem mais fácil.

Espero que as coisas mudem, que a alegria volte, que as cores se reestabeleçam e que meu Eu troque de roupa. Até agora não descobri como fazer isso e também não tenho encontrado muita ajuda ou apoio.

Anúncios